Jurimetria: o que é e sua importância para o futuro da advocacia

Via Blog do JusBrasil

Você ter ouvido falar sobre o que é jurimetria, mas como aplicá-la de forma prática na análise de dados de sua atividade jurídica?


Certamente, esse é um dos conceitos que você precisa se aprofundar para oferecer uma melhor experiência ao seu cliente.


Provavelmente, seu escritório já deve ter percebido que a antiga forma de prestar e consumir serviços jurídicos está com os seus dias contados. Isso porque, hoje o consumidor deseja saber o máximo de informações dos seus advogados, ao invés de orientações vagas e sem profundidade.


Afinal, o cliente está mais interessado nas probabilidades, não em respostas insuficientes, como “a norma diz que”, ou outras justificativas engessadas. Ora, o mundo está mais tecnológico, o que torna as análises estatísticas de dados jurídicos um complemento para as opiniões dos experts.


Então, porque não tornar a comunicação mais fluída e baseada em dados?


Sem dúvidas, essa é uma necessidade não só de grandes empresários com causas milionárias na justiça, como também do pequeno trabalhador, que almeja ganhar um processo por danos morais.


Nesse artigo você terá acesso a um guia completo e compreenderá a fundo a jurimetria, o que é aplicá-la nos processos jurídicos e como oferecer vantagens competitivas ao seu escritório de advocacia. Além disso, saiba como a análise de dados pode transformar a Justiça Digital e trazer novas possibilidades ao direito.


O que é jurimetria?


Jurimetria é estatística aplicada ao Direito. Trata-se de uma ciência dedicada ao aprofundamento na jurisprudência e doutrina, a qual utiliza dados matemáticos para mapear padrões e tendências da Justiça. Foi citada pela primeira vez, pelo americano Lee Loevinger, em 1949.


Segundo o jurista, que atuou na Unidade Antitruste do Departamento de Justiça Americano, havia uma relação entre esse termo e a teoria da comunicação e informações em expressões legais.


Em outros textos, a principal metodologia sobre jurimetria, o que é e fundamentos associava o sistema de jurimetria à aplicação de pesquisa empírica para fenômenos jurídicos ou ao método científico de estudos jurídicos.


Mas, atualmente, a compreensão sobre o que é jurimetria tem sido utilizada juntamente com softwares jurídicos, para prever resultados e oferecer probabilidades e assertividade nas análises.


Aliás, há quem diga que essa tecnologia ou outras que utilizam a inteligência artificial poderão pôr fim à advocacia como conhecemos. Porém, isso é pura falácia. Afinal cada vez mais observa-se um aprimoramento do exercício do advogado a partir da jurimetria, o que é altamente reconhecido por juristas de todo o Brasil e mundo.


Por falar nisso, através da compreensão sobre o que é jurimetria nos processos jurídicos, é possível saber:

  • O índice de conversão dos clientes em potencial;

  • O retorno dos investimentos em gastos com marketing;

  • A performance dos produtos (ou o lucro líquido)

  • O market share dos seus concorrentes;

Tais realizações são possíveis graças a jurimetria e volumetria! Sem dúvidas, a aplicação de ciência de dados têm refinado a prática do direito dentro de escritórios de advocacia.


Contudo, essa revolução também demanda atualização dos advogados e operadores do direito, através de estudo sobre jurimetria, livros e cursos, entre outros. Por isso, é preciso se capacitar para visualizar informações estratégicas e relevantes na mineração de dados jurídicos.


Pra que serve a jurimetria?


A jurimetria serve para que o advogado tenha condições de realizar análises mais profundas, com base no cruzamento de dados e melhorar o serviço prestado. Por exemplo, o profissional poderá analisar como os magistrados sentenciam determinado tema e ter uma base sobre as abordagens mais aceitas.


Porém, a jurimetria não teria avançado se não fossem transformações digitais e os processos tecnológicos. Ou seja, com as melhorias na informatização e computação, agora os softwares jurídicos estão ganhando mais relevância dentro do universo jurídico. Sendo assim, o número de processos eletrônicos cresceu e com isso veio a possibilidade de consultá-los.


A saber, só em 2020 foram contabilizados 25,8 milhões de processos tramitando na Justiça Brasileiro. Isso é o que dizem os dados do Relatório Justiça em Números 2021. Com tantos processos circulando, seria impossível realizar análises individuais e consultá-los se não fosse a tecnologia da jurimetria.


Ademais, com o avanço dos softwares inteligentes, agora é possível integrar informações, mesmo em meio a milhões de dados digitais. Ou seja, através da jurimetria, é possível realizar análises detalhadas dos dados jurídicos e traçar um panorama dos concorrentes, pedidos, juízes e comarcas.


Veja nos próximos tópicos o que é jurimetria dentro da atividade do advogado e como ele pode se beneficiar dessa tecnologia.


Qual a importância da jurimetria?


A jurimetria é uma ferramenta importante para o desenvolvimento de novas práticas dentro do direito digital. Ela está associada ao ganho de precisão nas previsões processuais e ao aumento de produtividade nos escritórios de advocacia.


Ademais, essa área pode melhorar a confiabilidade dos advogados diante do mercado, uma vez que eles podem adotar medidas mais assertivas por conta das estimativas baseadas em estatísticas. Obviamente, isso impacta também na relação com os seus clientes.


De forma prática, é comum que os profissionais do direito busquem por precedentes, jurisprudências e decisões de forma generalista nos tribunais. Porém, com a jurimetria é possível ter melhores indicadores e utilizar censos exatos para ter resultados mais expressivos.

Ou seja, se sua equipe costuma perder tempo em pesquisas de jurisprudência, é hora de rever a gestão jurídica. Provavelmente um software jurídico te ajudará a mitigar os erros durante as buscas e trazer mais celeridade a essa atividade.


E por falar em tendências para o mercado jurídico, a jurimetria é um ramo que vem crescendo e se tornando mais importante dentro dos escritórios de advocacia. Mas como ela funciona na prática?


Jurimetria: como funciona na prática?


Na prática, a jurimetria funciona como uma métrica do direito. Afinal, ela proporciona condições para uma análise mais aprofundada e descritiva das matérias do direito, através do cruzamento de dados.


Um dos exemplos de jurimetria é quando ela é utilizada para analisar a forma como magistrados sentenciam um tema em específico. A partir do cruzamento dos dados estatísticos, é possível presumir quais resultados um processo pode ter, os valores razoáveis ou quais são as abordagens mais aceitas.


Por isso, não seria perfeito contar com uma tecnologia de análise de dados, que auxiliasse o fluxo do trabalho do advogado e tomar atitudes mais assertivas? Agora isso é possível através da jurimetria, uma ferramenta de estudos, análises e decisões.


Sem dúvidas, a jurimetria é um grande passo para termos estatísticas mais exatas. Ademais, será através do uso de softwares jurídicos inteligentes, que acumulam grande quantidade de informações que os profissionais do direito poderão traçar possibilidades e realizar comparações.


Quais são os 4 tipos de jurimetria?


Os 4 tipos de jurimetria são:


Macro-Jurimetria

Esse tipo revela uma visão panorâmica das estatísticas judiciais, como a quantidade de processos nos tribunais, por temas e os inquéritos solucionados. Aliás, esse é o tipo mais básico e nos deixa atualizados sobre os números relativos à prática jurídica.


Análise de Performance Jurídica

Já esse tipo mostra a performance e experiência dos profissionais e escritórios, de acordo com alguns tipos de litígio. Os litígios podem ser divididos por tribunais, temas ou juízes.


Em seguida, é possível contar a frequência de casos em que um advogado atuou, quantos eles venceu, etc. Vale salientar que essas comparações são importantes para que você reveja as suas experiências e aptidões, além de serem utilizadas por clientes para saber quais advogados deve contratar.


Legal Data Insight

Essa área é considerada muito interessante, pois complementa a expertise do advogado na hora de ganhar um caso. Entender o que é jurimetria pode te ajudar a descobrir, através de dados estatísticos, qual o percentual de decisões que são favoráveis em determinado tribunal.


É possível saber quais são as argumentações jurídicas mais bem-sucedidas, qual o peso das suas evidências, etc. Sendo assim, as possibilidades de novos insights são muito grandes.


Análise Preditiva

Enfim, através da análise preditiva é possível se antecipar e saber o que vai acontecer. Ou seja, essa ferramenta de jurimetria pode ajudar o advogado 4.0 a mitigar os erros contra o seu cliente.


Agora que você sabe o que é jurimetria e os tipos, confira alguns dados importantes sobre esse conceito no Brasil.


O que os advogados brasileiros pensavam sobre jurimetria antes da pandemia


Em 2019, foi conduzida uma pesquisa pela Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas, sobre o uso de alguma ferramenta de jurimetria em escritórios de advocacia. Então, foi constatado que até esse período, 68% dos profissionais já tinham ouvido falar sobre o que é jurimetria no Brasil, enquanto 95% não utilizavam quaisquer sistemas de jurimetria.


Porém, durante a pandemia, os escritórios de advocacia precisaram se adaptar e aprender a manusear sistemas digitais para continuar as suas atividades. Além disso, muitos advogados começaram a se interessar por Visual Law, Legal Design, Business Analytics e Jurimetria, Volumetria, entre outros termos novos para o direito.


Sabe-se que usar os dados em decisões estratégicas não é algo novo para muitos segmentos. Contudo, a análise de dados continua sendo colocada em segundo plano por muitas empresas, que não entendem o que é jurimetria para escritórios de advocacia.


Porém, a advocacia está caminhando para uma cultura data-driven, com soluções baseadas em inteligência artificial e jurimetria. Só assim será possível economizar tempo, melhorar a tomada de decisões e aumentar o faturamento.


Panorama atual sobre o que é jurimetria


Por mais que o entendimento sobre o que é jurimetria em escritórios de advocacia esteja crescendo, a pesquisa Datafolha realizada entre os dias 26 e 8 de março de 2021, mostra que os números ainda são tímidos.


Segundo o levantamento que mostra o alcance e opinião da advocacia sobre uso de tecnologia na profissão, 45% dos advogados utilizam algum tipo de software jurídico ou de gestão de processos. Enquanto isso, 29% dos profissionais entrevistados fazem uso da inteligência artificial e 26% da jurimetria no seu dia a dia. Confira no gráfico abaixo:

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Jurimetria (ABJ), em entrevista para a Folha de São Paulo, a jurimetria ajuda os profissionais a prever em quais processos há mais chances de vitória ou quando o melhor caminho é a realização de um acordo. Para ele:


"A jurimetria é basicamente o uso de dados e de estatística para entender o direito. Se eu pego uma carteira de processos e coloco um gráfico de pizza que diz que um terço é ação de indenização, 33% são ações de cobrança e 33% são ações de execução, eu fiz uma jurimetria".

5 motivos para usar jurimetria no seu escritório


Entender o que é jurimetria pode te ajudar a agregar valor ao seu trabalho e te inserir num num cenário digital mais amplo. Por isso, confira cinco motivos para você investir em jurimetria no seu escritório do futuro.


1. A jurimetria complementa suas estratégias através de análises rigorosas


Certamente você é um daqueles profissionais que busca se aperfeiçoar no que faz. Porém, quando você sabe o que é jurimetria é possível andar algumas casas mais adiante quando se trata de adquirir conhecimentos.


Então, ao invés de utilizar os métodos convencionais para demonstrar uma linha de interpretação, mostre os dados que corroboram a sua opinião. Sendo assim, o advogado pode complementar o seu discurso a partir de estatísticas e assim construir uma defesa mais completa que a média.


Como consequência, o seu cliente perceberá que você está realmente embasado e preparado para tomar decisões. Certamente, ele agradecerá pela transparência e riqueza de detalhes, o que poderá trazer mais confiança no futuro do trabalho.


2. A jurimetria amplia a sua perspectiva sobre temas que você achava que conhecia


Por mais que você saiba bastante sobre sua área de atuação, infelizmente não saberá tudo sobre ela. Essa é uma verdade que precisa ser encarada pelos profissionais do direito, sobretudo para aquelas pessoas que acham que já alcançaram o ápice do conhecimento sobre determinado assunto.


Fato é que nosso cérebro nos coloca em certos tipos de armadilhas cognitivas, que nos faz acreditar que sabemos mais do que realmente sabemos. Ou seja, podemos cometer erros ao tentar utilizar experiências pontuais para regras gerais em acontecimentos amplos.


Ademais, é comum sofrermos do que chamamos de "ilusão de superioridade", um fenômeno que leva as pessoas a expandir suas capacidades em relação a outras pessoas. Portanto, se você possui conhecimentos generalistas, as chances de acompanhar as tendências jurídicas são bem menores.


Dessa forma, analisar quantitativamente os fenômenos jurídicos nos ajuda a não cair nas armadilhas cognitivas. Afinal, tendências jurisprudenciais são bem diferentes do que se pensa e você poderá utilizar as análises nas áreas que desejar.


3. A jurimetria melhora sua relação com o tempo. E tempo é o que não podemos perder


Escritórios de advocacia que entendem a importância sobre o que é jurimetria levam pouco tempo realizando análises. E sabemos que tempo é o que nenhum advogado quer perder, não é mesmo?


Provavelmente algum cliente tenha solicitado uma análise detalhada sobre como juízes decidiram determinado caso. Só que para isso, é necessário mobilizar a equipe e supervisionar todo o trabalho.


Em seguida, a equipe fará buscas nas páginas dos tribunais, selecionará alguns casos e após classificá-los, os colocará em planilhas e gráficos. Só que esse trabalho pode levar dias, além de ser custoso.


Enfim, um serviço de jurimetria poderá reduzir o tempo gasto nessas atividades, pois o sistema irá fazer o trabalho de dias em apenas alguns segundos. Ou seja, você irá poupar tempo e poderá remanejar seus funcionários para outras funções que dão retorno ao escritório.


4. A jurimetria é a porta de entrada para o Legal Design


Se você acompanha as novidades tecnológicas no meio jurídico, certamente já ouviu falar em Legal Design. O termo é uma espécie de adaptação do Design Thinking, e tem como objetivo ajudar os advogados a tornarem a abordagem com seus stakeholders um pouco mais empática e colaborativa.


Ou seja, através do Legal Design, é possível tornar a linguagem mais acessível e compreensível para leigos (os clientes). Sem dúvidas, o Legal Design anda de mãos dadas com o que é jurimetria e é uma das fortes tendências para a advocacia do futuro.


5. A jurimetria pode ajudar a melhorar o faturamento


A jurimetria ajuda o advogado a mesclar os seus conhecimentos adquiridos ao longo da vida profissional com rigor da ciência de dados. Como resultado, é possível aumentar a cartela de clientes e fidelizar a atual.


Além disso, quando o escritório utiliza a jurimetria nos seus serviços, ele sinaliza ao mercado o compromisso em melhorar a qualidade dos atendimentos. Sendo assim, você sairá na frente da concorrência, conseguirá mais clientes e ainda aumentará o valor dos serviços.


Como aplicar a jurimetria nos escritórios jurídicos?


A jurimetria pode ser aplicada nos departamentos jurídicos por meio das seguintes operações:


Automação de tarefas


Através da automação de tarefas, é possível otimizar atividades rotineiras e repetitivas, melhorando a eficiência dos advogados. Porém, a jurimetria permite que a automação seja mais rápida e objetiva em tarefas como:

  • Criação e gestão de documentos;

  • Peticionamento automático;

  • Preenchimento de informações internas;

  • Elaboração de contratos;

  • Acompanhamento do andamento de processos.

Pesquisa de jurisprudências, leis e documentos


Ao utilizar a jurimetria em pesquisa jurídica, o advogado será capaz de realizar melhores buscas e identificar os arquivos nos bancos de dados. Ou seja, é possível otimizar essa atividade, que faz parte da rotina dos escritórios virtuais.


Gestão Interna e Financeira


A gestão interna é mais um ponto relevante para aplicação da jurimetria. Sendo assim, através das métricas de produtividade, é possível acompanhar as atividades dos advogados dentro das causas. Ademais, os dados auxiliam na produção de relatórios, que servirão para análises futuras e realizar comparativos de desempenho.


Já na parte financeira, é possível pensar nos honorários advocatícios de forma mais precisa. Ou seja, o advogado poderá fornecer valor justo de acordo com a demanda e com os seus clientes.


Marketing Jurídico


A jurimetria também pode ser aplicada ao marketing jurídico do escritório de advocacia. Sem dúvidas, ao melhorar a performance do advogado online e otimizar os processos do escritório é possível tomar decisões mais assertivas.


O resultado disso é a possibilidade de se consolidar como referência no seu segmento e entre os clientes. E por falar nisso, essa é uma ótima forma de captar e fidelizar os clientes certos para o seu escritório.


Por esse motivo, é importante acessar e estudar os dados jurídicos para se ter um panorama sobre o mercado e entender as necessidades dos clientes. Ademais, você conseguirá criar novas estratégias na prospecção e oferecer melhores serviços.


O futuro da advocacia com a inteligência do Jusbrasil PRO


Não há como negar que a tecnologia tenha modificado o modo de operar o direito. Por esse motivo, é importante exigir dos profissionais do direito conhecimentos analíticos, para tornar a jurimetria trabalhista mais competitiva.


Enfim, vale dizer que a jurimetria não vai substituir o trabalho do advogado ou a expertise desenvolvida em anos de experiência. Sendo assim, a prática do direito não será trocada por robôs que realizam tarefas mecânicas.


No entanto, ela ajudará a melhorar os serviços e otimizar as finanças dos escritórios de advocacia digital. Ademais, ao saber o que é jurimetria pode te ajudar no aumento da segurança, através de usos de sistemas legais e transparentes para a sociedade.


E esse tema deve ser levado em consideração, sobretudo no Brasil, onde há severos problemas com cibersegurança e diversas normas regulatórias da vida social.

<